Dicas

10 Lições para donos de restaurantes

Postado em

Se você é ou pretende ser dono de um restaurante, aprenda sobre as principais lições que farão de seu negócio um negócio de sucesso.

14042014

Lição 1 – Valores

Todo proprietário ou gestor do restaurante deve exercitar os seus valores fundamentais da empresa, como missão e visão. Quando exercitados diariamente, estes valores são utilizados como princípios orientadores para a gestão do seu negócio, para você e para seus colaboradores

Lição 2 – Organograma

Comunicação em qualquer restaurante é fundamental para o seu sucesso. Comunicar claramente os papéis de cada colaborador torna o processo operacional do restaurante muito melhor.

Lição 3 – É sua responsabilidade fazer uma gestão lucrativa

Você tem a responsabilidade de gerenciar um restaurante e torná-lo rentável. Não é uma opção, não uma esperança e não é um desejo. É uma obrigação. Sem você, não há restaurante para seus clientes e não há postos de trabalho para seus empregados.

Lição 4 – Imponha sua vontade

Um restaurante tem algumas das características idealizadas pelo proprietário . Seja a metodologia de trabalho ou a forma como devemos atender aos clientes. Deste modo, para que não haja dúvidas, essa metodologia de trabalho precisa ser claramente definida, documentada, e os colaboradores devidamente treinados e avaliados. Desenvolva um manual de Conduta e esteja certo de que todos os envolvidos no restaurante leiam, entendam e sigam.

Lição 5 – Controles de Caixa

Você deve ter um sistema de gestão que mantenha sua equipe atuando honestamente, permitindo-lhes lidar com o seu dinheiro e garantido que todas as transações estão indo diretamente para o caixa da empresa.

Lição 6 – Orçamento

Possuir um plano financeiro estratégico que compreenda a previsão de receitas e despesas futuras ajuda a manter o negócio estável e a realização de investimentos.

Lição 7 – Custos

O gerenciamento dos custos é tão importante quanto o gerenciamento de receitas. Tenha todos os custos bem documentados, de um palito de dentes a uma garrafa de uísque.

Lição 8 – Padronização

Garantir sempre a mesma qualidade e sabor dos pratos só é possível com padronização. Tenha fichas técnicas de modo de preparo dos pratos.

Lição 9 – Qualificação

A concorrência e a agressividade do mercado não permite amadorismo. Esteja sempre qualificando você e a sua equipe para garantir um bom padrão de qualidade do seu estabelecimento, seja na cozinha, no atendimento ou na gestão financeira.

Lição 10 – Delegue funções

Um restaurante é um dos negócios mais difíceis e complexos para se gerenciar. São diversos mecanismos que devem ser averiguados constantemente e muitas vezes ao mesmo tempo. Portanto aprenda a delegar tarefas e não carregue tudo nas costas.

Aprendendo e aplicando estas lições você não terá somente mais lucro, terá também mais liberdade e qualidade de vida.

Fonte: GR Gestão de Restaurantes

banner_manual_conduta

Apostando na sustentabilidade

Postado em

Além de uma alternativa consciente, econômica e bonita, a arquitetura sustentável traz resultados positivos à imagem do empreendimento

Um lugar que, além de primar pela qualidade do serviço e pelo bom atendimento, se compromete com o bem-estar do planeta e das pessoas que nele vivem. Essa é a mensagem por trás dos bares e restaurantes que apostam na arquitetura sustentável, prática considerada vantajosa pelos profissionais da área e uma oportunidade que não pode ser desperdiçada.

21032014

“Esse nicho de mercado é, hoje, um diferencial. Mas, no futuro se transformará em requisito, pois está dentro da necessidade urgente de melhores indicativos de qualidade de vida”, afirma a arquiteta e especialista em construção sustentável, Maira Del Nero, sócia-fundadora do premiado escritório de arquitetura (três vezes vencedor do Prêmio Planeta Casa, da revista Casa Cláudia, na categoria Design de Interiores) Cria Arquitetura, localizado em Campinas (SP).

Na avaliação da arquiteta, tanto os locais mais simples quanto os mais sofisticados podem se beneficiar dessa prática (também conhecida como arquitetura verde e eco arquitetura), já que se sustenta na qualidade de vida das pessoas que utilizam o espaço e no respeito ao meio ambiente.

A arquitetura sustentável pode ser considerada mais eficiente e econômica: se gasta, aproximadamente, 5% a mais na construção, mas a economia durante a operação do empreendimento é significativa, algo em torno de 30%. As edificações projetadas com conceitos sustentáveis somam uma série de vantagens. Uma delas é o fato de proporcionar aos frequentadores uma experiência mais agradável em termos de conforto térmico, acústico e qualidade do ar, como explica Maira Del Nero. Os benefícios também se estendem aos funcionários, que passam a atuar em um ambiente com boas condições de iluminação natural, ventilação, eficiência energética e automação.

As possibilidades são inúmeras e podem ser implementadas dos bastidores ao salão. Na cozinha, por exemplo, é possível escolher aparelhos mais eficientes, que gastem menos energia e torneiras com geradores que economizam água. Nos banheiros, o reuso das águas cinzas nas descargas é outro exemplo.

Já nos salões, a arquitetura sustentável pode estar na iluminação em LED ou na climatização mista, com o uso de ar condicionado e ventilação natural. O emprego de tecidos sustentáveis nas mesas e cortinas, por exemplo, e de madeira com certificação ou de demolição, bem como o reaproveitamento de mobiliário, a utilização de objetos antigos e revestimentos com porcentagem de reciclados seguem a mesma proposta. O uso de caixas de vinho nos tampos das mesas comprovam que criatividade e sustentabilidade dialogam bem.

Aliado indispensável
A orientação de um profissional no desenvolvimento de um empreendimento sustentável é de extrema importância, já que é ele quem direciona a integração de todos os projetos e fornecedores em busca de resultados otimizados e garantindo a viabilidade das propostas. “A sustentabilidade não é uma receita de bolo que pode ser replicada. É necessário um estudo preciso de cada caso”, ressalta a arquiteta Maira Del Nero.

Como resultado desse trabalho orientado, ela ressalta projetos como o do restaurante Gallo Nero Bottiglieria, desenvolvido pela Cria Arquitetura. O espaço de 140 metros quadrados, destinado ao novo restaurante, era uma área ao fundo de uma loja de vinhos onde, periodicamente, eram realizados cursos e degustações. “Nossa missão foi repaginar o espaço de forma que os clientes do restaurante pudessem escolher na própria loja o vinho que iriam acompanhar seu prato ou, simplesmente, saboreá-lo no aconchego do bar/solarium”, lembra.

Ao escolherem uma linguagem que remetesse à Toscana, as profissionais do Cria Arquitetura primaram pela iluminação natural, obtida com a instalação de pergolado em madeira e cobertura em vidro. Já as paredes foram revestidas de pedra natural e tiveram a instalação de falsas janelas, feitas com madeira de demolição. Uma porta antiga, arandelas e floreiras em ferro complementam a composição. O toque final ficou por conta das mesas com tampos redondos confeccionados com antigas caixas de vinho da própria loja.

Já para o Restaurante da Estufa, concebido para o Campinas Décor 2010, as profissionais do Cria encararam o desafio de promover a integração da arquitetura sustentável e seus materiais com a linguagem contemporânea. Para isso, entre outros aspectos, todos os produtos especificados, além de causarem menor impacto ambiental, proporcionam um espaço mais agradável, com destaque para o ambiente livre de Compostos Orgânicos Voláteis (COVs) graças à utilização de produtos como tintas e vernizes sem solvente; uso de produtos naturais de fontes renováveis, como tecidos produzidos regionalmente por indústria limpa e uso de fibras naturais no mobiliário; parede de Taipa de Pilão ou Terra Estabilizada Compactada; emprego de produtos reciclados industrializados, como bancada de resina ECO produzida a partir de óleo de milho e 75% de conteúdo reciclado em substituição a pedras naturais. “Por ser interdisciplinar e ter premissas mais abrangentes, o projeto sustentável garante maior cuidado com as soluções propostas, tanto do ponto de vista ambiental quanto dos aspectos sociais, culturais e econômicos”, conclui Del Nero.

Fonte: Revista Bares & Restaurantes ed.95

banner_manual_conduta

GR passará a oferecer treinamentos em vídeo

Postado em

Olá leitor que acompanha frequentemente todo o conteúdo oferecido pela GR Gestão de Restaurantes. A partir do dia 27 de março de 2014  a GR disponibilizará um novo canal para seus leitores e clientes.

Um canal preparado para oferecer treinamento em vídeo a temas relacionados à gestão e operação de restaurantes.

Os vídeos de treinamento serão publicados semanalmente. No dia 27 de março estaremos de volta com nosso primeiro treinamento e outras novidades. Até lá.

 

A GR Gestão de Restaurantes lança novo site

Postado em

No último dia 29 de janeiro a GR Gestão de Restaurantes lançou seu novo portal. Além do novo design, mais leve e objetivo, o site oferece novas áreas para uma maior interação e comunicação com o cliente.

30012014c

No site é possível encontrar uma nova seção chamada “Você Pergunta” onde a GR responde às mais diversas perguntas dos leitores sobre Restaurantes e Bares.

30012014

A seção de “Classificados” ganhou maior destaque, apresentando os últimos restaurantes à venda logo na página inicial.

30012014a

E para você que não quer perder nenhuma novidade no mercado de gastronomia a seção de “Feiras e Eventos” também ganhou destaque na página inicial do site.

30012014b

E não para por aí. Em 2014 a GR trará novidades e novos treinamentos para o setor.

Profissionalismo é a palavra da moda para você se tornar relevante ao abrir um bar ou restaurante

Postado em

Amadorismo precisa ficar de lado caso o empreendedor queira ganhar destaque no concorrido mercado

Especialistas no setor concordam que a profissionalização é a palavra do momento para quem investe em negócios no mercado de bares e restaurantes.

16122013

Na opinião do sócio e consultor da ba}Stockler, Luis Henrique Stockler, é preciso separar o lazer do trabalho. “Ter um negócio é diferente de ir lá para se divertir”, diz. Stockler usa como comparação a conhecida história da pessoa que sonha deixar a cidade grande e montar uma pousada em um lugar paradisíaco. “Tem que ter consciência de que vai trabalhar muito.”

Mesmo assim, o especialista ressalta que o segmento é promissor porque as pessoas, cada vez mais, comem fora de casa. “Isso chega a quase 40% dos gastos da família com alimentação.” Os supermercados, por exemplo, aumentam suas ofertas de comidas prontas porque entendem que os restaurantes são concorrentes.” E para aqueles que pretendem ingressar no ramo, Stockler consegue até mostrar o caminho das pedras.

“O empreendedor precisa mapear e encontrar as regiões mais carentes de oferta de acordo com o tipo de negócio que ele quer abrir”, diz o especialista. Para quem já está no mercado, Stockler afirma que o segredo é não se acomodar. “Tem que ser eternamente insatisfeito e se atualizar.”

O presidente do Outback Brasil, Salim Maroun, também aponta o profissionalismo como característica principal para o mercado no País. “Mais da metade dos restaurantes fecham antes de completarem um ano por falta de conhecimento”, analisa.

Maroun revela, inclusive, um ensinamento que tem trazido resultados positivos para a rede de restaurantes: é preciso ter as melhores pessoas em sua equipe. No Outback, os gerentes, por exemplo, são potenciais futuros donos de lojas – a empresa os torna cotistas mediante aporte de R$ 60 mil. “Até hoje, todos continuam com a gente, 70% dos sócios são ex-funcionários.”

Quem concorda que o amadorismo não tem mais vez é outro consultor, Adri Vicente Júnior, diretor proprietário da Food Service Company. Segundo ele, é necessário preocupar-se com todas as áreas e etapas do empreendimento. Júnior avalia ainda que é importante estar sempre de olho no concorrente. “Assim, é possível encontrar pontos de melhoria e oportunidades de fazer diferente”, finaliza.

Fonte: http://pme.estadao.com.br

banner_como_montar_restaurante

Comece o Ano de 2014 com um controle eficiente do seu Restaurante

Postado em

12112013z12Análise e Controle Financeiro para Restaurantes e Bares

Análise e Controle Financeiro para Restaurantes é uma ferramenta essencial para pequenas e médias empresas que desejam manter um controle eficiente do seu negócio. Com ferramentas de fácil utilização e uma metodologia de ensino bastante prática abordada em seu manual, este produto torna-se indispensável para quem deseja ter o controle financeiro do seu empreendimento. Clique aqui para adquirir.

Formato: CD/DVD

Ferramentas que compôem este produto:

- Análise de Fluxo de Caixa

- Custo Operacional

- C.M.V- Custo de mercadoria Vendida

- Análise Anual

- Projeção de Receita

- Projeção de despesas

- Gráficos comparativos

12112013z13

12112013z14

12112013z15

12112013z16

Adquira já o seu clicanco aqui