Dicionário Gastronômico

GR passará a oferecer treinamentos em vídeo

Postado em

Olá leitor que acompanha frequentemente todo o conteúdo oferecido pela GR Gestão de Restaurantes. A partir do dia 27 de março de 2014  a GR disponibilizará um novo canal para seus leitores e clientes.

Um canal preparado para oferecer treinamento em vídeo a temas relacionados à gestão e operação de restaurantes.

Os vídeos de treinamento serão publicados semanalmente. No dia 27 de março estaremos de volta com nosso primeiro treinamento e outras novidades. Até lá.

 

A GR Gestão de Restaurantes lança novo site

Postado em

No último dia 29 de janeiro a GR Gestão de Restaurantes lançou seu novo portal. Além do novo design, mais leve e objetivo, o site oferece novas áreas para uma maior interação e comunicação com o cliente.

30012014c

No site é possível encontrar uma nova seção chamada “Você Pergunta” onde a GR responde às mais diversas perguntas dos leitores sobre Restaurantes e Bares.

30012014

A seção de “Classificados” ganhou maior destaque, apresentando os últimos restaurantes à venda logo na página inicial.

30012014a

E para você que não quer perder nenhuma novidade no mercado de gastronomia a seção de “Feiras e Eventos” também ganhou destaque na página inicial do site.

30012014b

E não para por aí. Em 2014 a GR trará novidades e novos treinamentos para o setor.

Comece o Ano de 2014 com um controle eficiente do seu Restaurante

Postado em

12112013z12Análise e Controle Financeiro para Restaurantes e Bares

Análise e Controle Financeiro para Restaurantes é uma ferramenta essencial para pequenas e médias empresas que desejam manter um controle eficiente do seu negócio. Com ferramentas de fácil utilização e uma metodologia de ensino bastante prática abordada em seu manual, este produto torna-se indispensável para quem deseja ter o controle financeiro do seu empreendimento. Clique aqui para adquirir.

Formato: CD/DVD

Ferramentas que compôem este produto:

- Análise de Fluxo de Caixa

- Custo Operacional

- C.M.V- Custo de mercadoria Vendida

- Análise Anual

- Projeção de Receita

- Projeção de despesas

- Gráficos comparativos

12112013z13

12112013z14

12112013z15

12112013z16

Adquira já o seu clicanco aqui

Como fornecer refeições Marmitex

Postado em

O manual contém 66 páginas e é fornecido em CD que acompanha planilha de fluxo de caixa e dois modelos de cozinhas semi-industriais.

Iniciar um novo empreendimento como fornecedor de marmitex pode ser uma boa alternativa para quem deseja ingressar no ramo de alimentação, mas não possui conhecimento na área ou capital suficiente para montar um pequeno restaurante. Este novo empreendimento pode se tornar a porta de entrada para o início de um grande negócio.

Este manual aborda todas as questões relacionadas ao fornecimento de marmitex. Saiba com formalizar seu novo empreendimento, aprenda a conhecer o mercado e como estruturar seu negócio para crescer e se tornar um empreendedor de sucesso.

Com uma abordagem bastante objetiva, o manual auxilia na formação de preço do marmitex, na administração básica do negócio com uma planilha de apoio para auxiliá-lo no lançamento de receitas, despesas e no fluxo de caixa. Traz também 30 sugestões de cardápios para colaborar na criação do próprio cardápio do estabelecimento.

calculo

Além disto, apresenta os tipos de embalagens de marmitex existentes no mercado, bem como utensílios e equipamentos necessários para da início ao seu novo negócio. A cozinha de uma pequena empresa de fornecimento de marmitex não demanda muito investimento, mas deve ser organizada de modo a facilitar na produtividade diária.

marmitex

Este manual contém dois modelos de pequenas cozinhas semi-industriais montadas exclusivamente para o fornecimento de marmitex dentro das normas de segurança e focadas numa produtividade eficiente.

projeto_cozinha

A divulgação do negócio, principalmente na fase inicial é fundamental. Conheça as técnicas de marketing mais utilizadas pelas empresas de fornecimento de marmitex , escolha a que melhor atende ao seu orçamento e esteja preparado para vender.

Aprenda os conceitos básicos de segurança alimentar para produzir refeições com qualidade e livre de contaminações, além de dicas essenciais para quem pretende se dar bem com seu novo empreendimento.

Para adquirir o manual basta clicar aqui.

Dicionário Gastronômico

Postado em

Technorati Marcas: ,,,

image Dal ou dhal:     Iguaria indiana feita de grãos amassados e cozidos com especiarias, formando um purê grosso.

Degorge:     Processo que consiste em deixar um alimento no sal por 20 ou 30 minutos, para extrair o excesso de água e/ou o gosto amargo. Exemplo: berinjelas, pepinos, etc.

Diplomata:     Sobremesa de textura cremosa e leve, feita com creme e biscoitos.

Doré:     Preparação que envolve o alimento em farinha, ovos e leite para que se frite depois. Esse processo forma uma camada crocante por fora e úmida por dentro.

Dumpling:     Bolinhos de massa ou de batata servidos com sopas e ensopados.

Emulsionar:     Consiste em combinar dois líquidos que não se misturam. Por exemplo: óleo e água ou maionese e molho holandês.

En croute:     Alimento envolto em massa folhada e assado .

En papillotte:     Alimentos envolvidos em papel alumínio ou papel manteiga untado, antes de assar. O papel age como protetor dos alimentos, impedindo a saída de suco e proporcionando um cozimento profundo.

Empanado:     Nome que se dá aos alimentos fritos, envoltos em uma mistura de farinha de trigo e ovos.

Encapotado:     Consiste em cobrir um alimento de massa e levá-lo para assar.

Escabeche:     Molho picante, feito basicamente de vinagre e condimentos, usado para temperar peixe crus, cozidos ou fritos.

Escalope:     Porção de carne cortada no sentido da

fibra, sem nervos nem gorduras, com espessura de aproximadamente 1 ½ cm.

Espanhola, à:     Preparações à base de cebola, pimentão, azeite, condimentos fortes feitos com carnes, aves ou peixes.

Estufado:     Carnes ou aves cozidos em fogo brando por longo tempo, em recipiente hermeticamente fechado, impedindo a perda de água ou vapor.

blog - feed blog - orkut

Dicionário Gastronômico

Postado em

 image
Canapé
:     Quase sempre acompanha aperitivos. É uma base de pão ou torrada coberta com frios, carnes, peixes, queijos, etc.

Carolinas:     Feitas com a massa de bomba, as Carolinas são redondas e menores. Podem ser doces ou salgadas e normalmente são recheadas.

Carbonade:     Ensopado de carne bovina cozido no forno com cerveja. Sobre o ensopado são colocadas fatias grossas de pão, que absorvem o molho e formam uma crosta dourada.

Cassata:     Doce gelado de origem italiana, feito à base de sorvete de creme, frutas cristalizadas e biscoitos.

Cassoulet:      Prato típico da França, preparado com feijão branco, carne de carneiro e embutidos.

Charlote:     Sobremesa típica francesa, feita com biscoitos colocados em pé, entremeados por creme e outros tipos de recheio.

Chaudfroid:     Molho que adquire consistência depois de frio, próprio para peixes, aves ou ovos.

Chifon:     Nome que designa uma série de doces leves, normalmente feitos com claras em neve.

Chowder:     Sopa grossa de peixe ou frutos do mar, geralmente servida no pão.

Chucrute:     Prato típico alemão à base de repolho fermentado. Normalmente servido com carne de porco defumada ou produtos de salsicharia.

Chutney:     Mistura condimentada de frutas com sabor agridoce. É de origem indiana e muito apreciada pelos ingleses. Geralmente acompanha carnes.

Civet:     Modo de preparar caças em que utiliza-se o sangue do animal como principal ingrediente do molho. O coelho é o item de caça mais preparado dessa maneira.

Coulis:     Purê bem fino de vegetais ou frutas, servido com molho.

Consomé:     Caldo leve e claro feito de carnes, aves, legumes ou peixes.

Coq Au Vin:     Receita francesa clássica de frango cozido no vinho.

Crepe:     Especialidade francesa semelhante a uma panqueca muito fina e delicada. São servidas dobradas em quatro e com recheios delicados.

Cristalização:     Processo de conservação dos alimentos através do açúcar. Quase todos os tipos de frutas podem ser cristalizadas.

Creole, à:     Prato da América Central bastante condimentado, mistura arrojada de vários sabores distintos (aves, porcos, peixes, frutas, legumes e condimentos).

Croissant:     É um pequeno pão de massa folhada em forma de meia lua.

Croustade:     Pão com o miolo retirado, assado na manteiga e servido com o molho da preparação, que pode ser peixe ou ave.

Croute:     Fatia de pão ou torrada frita bem crocante, servida com alimentos cozidos como carme, cogumelos ,etc. Também pode ser usada para guarnecer pratos à base de molho.

Crudités:     Vegetais crus cortados em pedaços e servidos como aperitivo.

Curau:     Prato brasileiro feito à base de milho verde ralado e leite. Serve-se quente ou frio, polvilhado com canela em pó.

Cuscuz:     Prato feito à base de uma ou mais farinhas que pode ser doce ou salgado.

Dal ou dhal:     Iguaria indiana feita de grãos amassados e cozidos com especiarias, formando um purê grosso.

blog - feed blog - orkut

Compare Preços dos livros:

- Gestão, Palnejamento e operação de Restaurantes 
- Marketing para Bares e restaurantes
- Como montar de Administrar Bares e Restaurantes