Copas: um bom negócio

Postado em

Restaurantes, hotéis e empresas de turismo enxergam nos eventos esportivos oportunidades de lucrar e mostrar o melhor do Brasil

Flora Libânio

Restaurantes, hotéis e empresas de turismo enxergam nos eventos esportivos oportunidades de lucrar e mostrar o melhor do Brasil

2503b

De olho na rentabilidade que a Copa das Confederações, Copa do Mundo e Olimpíadas são capazes de gerar, empresas, restaurantes e profissionais do ramo do turismo já começam a se preparar. Sem falar nos profissionais que, há anos, já estão pegando no batente para atender às demandas dos eventos esportivos em 2013, 2014 e 2016.

Turismo customizado

Que o diga a executiva Renata Franco. Ela é diretora-executiva da Planeta Brasil e sócia-diretora do Grupo de Incentivo, que faz parte do Grupo Águia. O negócio consiste no desenvolvimento de viagens de incentivo e logística de eventos.

Quando as empresas desejam premiar grupos de profissionais, distribuidoras e clientes ou organizar eventos, elas recorrem a G.I., que trabalham com viagens customizadas para grupos.

No total, o Grupo Águia abrange 14 empresas. Destas, três se dedicam à Copa do Mundo: Match Hospitality, Planeta Brasil e Match Connections. No total, elas esperam cerca de 600 mil turistas estrangeiros no país.

De acordo com Renata, a Planeta Brasil se prepara para a Copa desde 2011. “Primeiro, mapeamos o Brasil todo, visitando hotéis e restaurantes e fazendo passeios. Escolhemos os serviços que poderiam nos atender com segurança e qualidade. Agora, estamos acertando os detalhes de cada cliente”, conta. “Já iniciamos os treinamentos da equipe que irá trabalhar na Copa das Confederações e na Copa do Mundo”.

No quesito alimentação, Renata tem a intenção de apresentar aos turistas a culinária brasileira e os pratos principais de cada região. “Priorizamos os restaurantes com estrutura para receber um grande volume de pessoas ao mesmo tempo e com a qualidade que costumamos atender os nossos clientes”, diz. “Sem dúvida, o nosso foco é a comida brasileira e regional, como feijoada, churrasco, peixe, comida mineira e afins. Como sempre existe alguém com restrição alimentar, sempre deixamos um prato internacional como opção”.

O Grupo Águia também oferece passeios aos grupos, especialmente nos dias em que não há jogos. “Todos os nossos pacotes tem um city tour. Além da culinária, queremos mostrar o Brasil, inclusive para os brasileiros. Iremos oferecer passeios em cidades próximas às cidades-sede, rallys, passeios de barco e outros”, revela. “Como o Brasil é muito grande e diverso culturalmente, iremos mostrar o que há de melhor e mais característico em cada região”.

Em busca de oferecer o que há de melhor para os seus turistas, Renata já verificou quais são os melhores hotéis em cada cidade-sede. “Nossa preocupação com a qualidade e segurança na entrega dos serviços é muito grande”, afirma.

Outra preocupação do Grupo é o transporte terrestre. De acordo com Renata, diversas rotas já foram traçadas para todos os trajetos. “No caso de trânsito, bloqueio das vias e qualquer outra adversidade, temos um plano B e C”, diz.

Renata Franco é formada em administração de empresas e hotelaria. Há mais de dez anos, trabalha com viagens de incentivo. Consultora de turismo da França, ela já levou grupos para mais de 30 países nos cinco cantos do planeta. Organiza viagens para as Olimpíadas desde 1996 e para a Copa do Mundo desde 1998.

Delivery para todos os gostos

O serviço de delivery Jánamesa enxerga nos eventos esportivos ótimas oportunidades. O negócio facilita a entrega de comida para todos: consumidores finais e restaurantes.

Por meio do site, os interessados podem solicitar almoços, jantares e lanches, quentes ou frios. No cardápio, comidas de várias origens: brasileira, japonesa, chinesa, árabe, italiana, tailandesa e espanhola. O Jánamesa também oferece produtos de restaurantes focados em bebidas, materiais para churrascos e comida congelada.

Atualmente, funciona em São Paulo e se inicia no Rio de Janeiro. “Tendo em vista a Copa, estamos focados em expandir o negócio para todas as cidades-sede e traduzir o nosso site para o inglês, francês, espanhol, mandarim e alemão”, revela Bruno Mengatti, CEO do Jánamesa. “Isso fará com que o acesso seja simples e claro para torcedores de diferentes nacionalidades e facilitará o consumo de alimentos durante os jogos no Brasil”.

De acordo com Mengatti, o seu negócio conta com diferenciais como tecnologia de ponta trazida da Alemanha aliada ao know-how operacional otimizado; programa de fidelidade transversal de todos os restaurantes; vários restaurantes com a qualidade de serviço controlada pela marca e plataforma corporativa exclusiva para atender a necessidade de grandes clientes de se alimentarem no ambiente de trabalho.

Setor hoteleiro em expansão

Como é de praxe, as redes de hotéis no Brasil se preparam para receber os turistas nos próximos anos. A rede Windsor, presente em vários pontos do Rio de Janeiro, prepara mais dois hotéis na Barra da Tijuca, região da capital fluminense que cresceu expressivamente nos últimos anos. Os dois empreendimentos serão inaugurados até a Copa do Mundo de 2014.

O primeiro, em construção desde agosto de 2011, irá funcionar como uma extensão do Windsor Barra. Com perfil corporativo, contará com 450 apartamentos equipados para receber executivos de fora.

Por sua vez, o segundo empreendimento está em construção desde janeiro de 2012. Com perfil misto, atenderá tanto o segmento de lazer como o corporativo. A unidade irá comportar 550 acomodações, spa, piscinas, sala de fitness, programação infantil, centros de convenções e business center.

Os dois hotéis serão equipados com sistemas de redução do consumo de água e energia, iniciativas sustentáveis que contribuem com a preservação do meio ambiente.

Cenário da novela global Fina Estampa, exibida em 2011 e 2012, a Barra da Tijuca é uma região cada vez mais valorizada. A expectativa é que a região seja sede de eventos de grande porte no futuro.

Outro projeto da Windsor é o lançamento de um hotel em Brasília, no bairro Asa Norte. Hotel de categoria 4 estrelas, o empreendimento contará com acomodações luxuosas, centro de convenções com capacidade para 250 pessoas em auditório, restaurante e espaços de lazer e serviços. A previsão é que seja inaugurado em 2013.

Fonte: http://www.foodservicenews.com.br/

banner_adm_restaurantes

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s