Comunicados

Colabore com a nossa Pesquisa

Postado em Atualizado em

A GR está realizando uma pesquisa sobre Métodos de Ensino na Gestão de Restaurantes. Se puderem colaborar com nossa pesquisa o link segue abaixo, só leva 1 minutinho. Desde já agradecemos a colaboração de todos

Responda à pesquisa  clicando aqui ou copie e cole o link a seguir em seu navegador.

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScy7Lj6GWGRG7kl9ZKpAfXubUKdNnIEFZMc4qyRjLkcE7JVhA/viewform

Lançamento!!! Restaurante de Sucesso – 50 Estratégias para lucrar mais

Postado em

Neste mais novo lançamento da GR Gestão de Restaurantes, O Curso “Restaurante de Sucesso. 50 Estratégias para lucras mais” aborda diversas estratégias utilizadas por restaurantes nas áreas de marketing, finanças, recursos humanos e energéticos que colaboram para torná-los empreendimentos bem sucedidos no mercado gastronômico.

A busca por um modelo de negócio que proporcione boa lucratividade é o sonho de todo empreendedor no mercado da gastronomia. Mas não é o modelo deste negócio que garantirá o seu sucesso, o que temos observado ao longo dos anos é que os restaurantes e  bares que possuem o foco nos pilares de uma boa administração têm obtido sucesso e estabilidade até mesmo em momentos de crise.

Seja no atendimento ao cliente, marketing, compras, recursos humanos ou no departamento financeiro; a atenção dispensada ao negócio deve ser constante e global, abrangendo todos os setores de um restaurante ou bar.

Descubra neste curso algumas estratégias que podem colaborar para o sucesso do seu empreendimento.

Este treinamento contém:

  •  Vídeo-aula com duração aproximada de 90min.
  •  Arquivos de apoio citados na video-aula
  •  Tenha toda a comodidade de assistir à vídeo-aula em seu computador ou DVD quantas vezes desejar e como ótima ferramenta para treinar a equipe do seu restaurante.

banner_restaurante_de_sucesso

Cardápios

Postado em Atualizado em

O cardápio do seu restaurante deve ser bem planejado para que o objetivo final seja alcançado com sucesso. A disposição dos produtos, tamanho da fonte, encadernação, limpeza, qualidade das imagens e qualidade do papel influenciam na escolha dos cliente e nas vendas de seu restaurante. Abaixo seguem alguns exemplos de cardápios para ajudá-los nas escolhas e planejamento do cardápio de seu restaurante.

Cardapio

 

cardapio-xicara-de-ouro

 

full_magnolia_cardapio

cardapio-pizza-mille

menutemplatedesignfb003vp9

planejamento_cardapios

 

Onde moram as bactérias

Postado em Atualizado em

Essa semana (há mais de um mês atrás rs..rs..rs ) recebi uma dica da nossa leitora Paula Rebonato. Ela nos enviou um prospecto descrevendo em quais locais se encontram as bactéricas em nosso corpo. Vale à pena ficar atento para que elas não sejam agentes de contaminação na preparação de alimentos.

onde moram as bactérias

Dica da Leitora:
clip_image002Nutricionista Paula Rebonato Ivanki
CRN8/1731
paula@santagulla.com.br
www.santagulla.com.br
Rua Moysés Marcondes, 500 – Juvevê – Curitiba – PR
41 3252-4012

banner_adm_restaurantes

Bom de ver. E de comer!

Postado em Atualizado em

Technorati Marcas: ,,,

Confira as melhores opções para expor os alimentos no salão

Por Alberto Zambrana

A primeira impressão é a que fica. Por isso, a exposição dos alimentos no salão, para os serviços de self-service e buffet, merecem toda a atenção. Além da organização, as opções devem apresentar- se de forma atraente. Para isso, contribuem a manutenção adequada da temperatura, iluminação e uma reposição freqüente.

Três variáveis devem ser consideradas na escolha dos balcões de distribuição: o número de refeições servidas por período, o espaço disponível na área de serviço e a decoração adotada para o salão. Milton Machado, diretor-técnico comercial da Topema Cozinhas Profissionais, aconselha contar com a assessoria de um projetista ou consultor especializado para definir quais os balcões mais adequados. “O fabricante, em geral, tem uma visão particular baseada naquilo que fabrica. Já o consultor tem uma concepção mais ampla, baseada nas diferentes opções oferecidas pelos diversos fabricantes. Podendo assim encontrar a solução mais adequada para cada necessidade.”

Higiene e estética

Por uma questão de higiene e facilidade de limpeza, os balcões de distribuição são confeccionados em aço inoxidável. Esse material não transmite substâncias tóxicas, odores, nem sabores aos alimentos. As dimensões de um balcão variam de acordo com capacidade de comportar os gastronorms, que irão acondicionar os alimentos.

Esses recipientes têm dimensões internacionalmente padronizadas: 530 mm de comprimento por 325 mm de largura. Já as profundidades variam de 65 mm a 200 mm. Podem, também, ser desmembrados em dois, três ou quatro unidades, permitindo ampliar a variedade de ofertas no balcão. Em relação às capacidades, um gastronorm com 65 mm de profundidade comporta até 12 kg de alimentos e o de 200 mm até 30 kg.

A tendência atual, porém, na maioria dos restaurantes, é substituí-los por travessas dos mais diversos materiais. O motivo é puramente estético. Sandro Miguel Teles, proprietário do Aspargus Grill, em São Paulo, confirma, “prefiro as travessas. Os gastronorms passam a impressão de ser um restaurante de empresa”. Os balcões disponíveis no mercado são projetados de modo a acomodar, sem maiores problemas, as travessas que os substituem.

Layout valorizado

Em relação ao espaço disponível na área de serviço, vale saber que, o menor balcão, com quatro gastronorms, possui, em média, 1,4 m de comprimento por 60 cm de largura. O maior, com oito recipientes, tem 2,9 m de comprimento por 84 cm de largura, em média. Para restaurantes que não dispõem de grandes espaços, a Fritomaq oferece duas interessantes opções: o balcão meia-saia e o de encosto. O primeiro é dotado de rodízios que permitem seu deslocamento. O outro foi desenvolvido para ocupar um espaço junto à parede.

Na verdade, o que irá definir o acabamento do balcão é o layout do salão. Existem inúmeras opções disponíveis no mercado: do granito à madeira. Pode-se, ainda, optar pelo balcão inteiriço em aço inox, que é mais econômico, porém sem qualquer apelo estético. Por esse motivo, na maioria dos restaurantes opta-se pela madeira ou granito, cujas cores e padrões variados permitem uma perfeita harmonização com a decoração do salão.

Rafael Pavin, proprietário do restaurante Pavin, localizado na praia de Tramandaí, litoral norte gaúcho, utiliza dois balcões: um com acabamento em madeira e outro em granito. Ambos têm uma frente para pratos quentes e outra para os frios. No primeiro ficam as guarnições (feijão, arroz, massas e refogados) e no segundo, as saladas, as maioneses e os sushis. “Para os peixes, bacalhau, grelhados e paella optei pelos réchauds porque preservam melhor a umidade natural dos alimentos.”

Como funciona o equipamento

O sistema de aquecimento é feito pelo tradicional banho-maria. Uma resistência elétrica é imersa na água e o vapor aquece a parte inferior dos gastronorms, mantendo a temperatura dos alimentos nos valores estabelecidos pela legislação. A Topema oferece como alternativa o aquecimento a seco. O princípio é o mesmo, exceto pela ausência de água. A resistência elétrica aquece o ar e o calor gerado é transmitido para a parte inferior dos recipientes. Suas vantagens, além do custo menor, são: dispensar a necessidade de um ponto hidráulico e a drenagem diária da água do interior do sistema de aquecimento do balcão. Já a refrigeração se faz pelo contato de uma serpentina que passa sob os gastronorms. Para assegurar uma perfeita transmissão da refrigeração, Machado, da Topema, aconselha não utilizar balcões com mais de seis gastronorms.

Apelo estético

Na churrascaria Fogo de Chão, a temperatura das saladas é conservada por meio de travessas de vidros colocadas sobre uma grossa camada de gelo em escamas. O motivo, além do ruído, foi o calor gerado pelo motor de refrigeração, que atingia os pés dos clientes, causando reclamações. “Além de solucionar o problema, o gelo tem um apelo estético maior”, justifica Jandir Dalberto, diretor de Operações Brasil da churrascaria. Esse sistema é adotado para todas as casas da rede no Brasil (três) e nos Estados Unidos (16).

Outro fator que merece atenção é a iluminação. Para os alimentos quentes, recomendam-se lâmpadas halógenas ou infravermelho, que ajudam a conservar a temperatura. Para os pratos refrigerados, o ideal são lâmpadas quentes que realçam a cor dos alimentos. Por uma questão de segurança, as luminárias devem ser protegidas com um anteparo para evitar que, no caso de quebra, os cacos caiam sobre os alimentos. Os fabricantes também confeccionam balcões dotados de gabinetes para acondicionar gastronorms para reposição imediata. Geralmente, para talheres e pratos, é utilizado um repositor à parte, deslocado dos balcões de distribuição.
O cook show, outra atração, vem ganhando espaço gradativamente nos restaurntes. É um modelo de balcão que permite o preparo de massas e risotos diante do cliente. A linha Pró Chefe da Topema oferece diversos modelos em aço inox, dotados de fogão elétrico, uma cuba de banhomaria para conservação dos molhos e outra para cozimento das massas. Com rodízios, o balcão pode ser deslocado ao longo do salão, o que é um diferencial nada desprezível, quando se tem pouco espaço disponível.

banner_cardapio_rest_ss

 

Serviço personalizado garante aumento nas vendas

Postado em Atualizado em

Technorati Marcas: ,,

Para consultor, Campinas aposta em atendimento para garantir fidelização

clip_image001Com serviços personalizados que possibilita o cliente montar seu próprio prato, restaurantes de Campinas percebem aumento nas vendas. É o caso do fast food Parmeggio Pratos e Lanches, que teve incremento de 30% nas vendas dos pratos da casa após implantar esse sistema de trabalho. “A tendência é que, em especial no mercado de Campinas que tem público exigente como nos grandes centros, as empresas agreguem valores aos seus produtos e ofereçam serviços personalizados para fidelizar clientes. Não basta um bom papo de vendedor, o cliente precisa ficar satisfeito de modo geral para ser fiel à marca”, afirma o consultor em comportamento e desenvolvimento organizacional, Paulo Lot Jr.

No restaurante Parmegiana.com, comandado pelo Chefe Nunes, o cardápio é a gosto do cliente. Em qualquer dia e horário, a pessoa pode chegar e pedir algum prato que não esteja no menu. “Não quero deixar meu cliente preso ao que temos no cardápio. Às vezes ele chega com vontade de algo diferente e preparo na hora. Invento receitas e invisto na criatividade e vontade do consumidor. Ele é quem manda”, diz.

“O consumidor não importa em esperar na fila para ser conseguir uma mesa em um bom restaurante ou pizzaria da cidade nos fins de semana, por que sabe que terá um serviço de qualidade, um atendimento primoroso. E é isso que ele busca”, garante o consultor Paulo lot Jr. No restaurante italiano Cantina Romanos, o atendimento também é personalizado. “Nossa equipe passa por constantes treinamentos para saber indicar o melhor prato e vinho para cada ocasião. Se o cliente está na dúvida do prato, logo fazemos sugestões e montamos um prato personalizado”, conta o maitre da casa, Eduardo Araújo. Após dar início aos treinamentos, a casa percebeu aumento de 17% nas vendas de pratos personalizados.

Parmeggio Pratos e Lanches

A rede Parmeggio Pratos e Lanches iniciou o processo de expansão como franquia em 2007 e está no mercado desde 2003. Em seu plano de expansão, a rede pretende finalizar 2008 com 18 lojas em operação e ter 25 contratos assinados em todo o território nacional, em especial no interior e grande São Paulo, estado do Rio de Janeiro, cidades de Salvador, Brasília, Recife e Belo Horizonte.

Paulo Lot Jr. é consultor em comportamento e desenvolvimento organizacional, palestrante, professor universitário da PUC Campinas e USF – Universidade São Francisco. Atua principalmente nas áreas de gestão de pessoas e organizações. Com vasta experiência em treinamento e palestras , tem contribuído com diversas empresas na solução de problemas de comportamento e motivação de equipes.

Cantina Romanos

Fundada em 1998, a Cantina Romanos é uma franquia especializada em comida italiana. Em seu plano de expansão, inclui a abertura de dez lojas em todo o território nacional até 2008, a começar pela Região Metropolitana de Campinas. Decorada em estilo italiano, a casa está situada no bairro Cambuí, em Campinas, na Avenida Coronel Silva Telles, 620. Também atende entregas pelo telefone: (19) 3254 5858.

Parmegiana.com

O restaurante Parmegiana.com é comandado pelo Chefe Nunes, que atua há 28 anos no mercado gastronômico. Ele resolveu trazer para Campinas, há menos de um ano, o carro chefe do restaurante, o filé à parmegiana. O restaurante também traz no menu mais de 40 tipos de pratos, entre massas, carnes e frutos do mar. O Parmegiana.com tem capacidade para 120 pessoas e está aberto de terça à domingo. O restaurante fica no bairro Guanabara e o telefone é (19) 3213-4296/3241-0166.

Marcella Fortuna Elias
Thais Paschoalin
STAFF COMUNICAÇÃO
(19) 3203 5106 e (19) 9255 9120
thais@staffcomunicacao.com.br
www.staffcomunicacao.com.br

banner_cardapio_rest_ss