estoque

Modelo de Pedido de compra para Restaurantes

Postado em

A compra de produtos realizada por restaurantes e bares se destaca pelo alto giro dos produtos, isto implica em uma alta frequência de pedidos de vários fornecedores diferentes. Para estabelecimentos que já possuem um departamento de compras ou para aqueles que pretendem profissionalizar este setor do seu restaurante é fundamental que o processo ocorra através de um pedido de compras.

O que é o pedido de compra?

O pedido de compra é um processo que ajuda o comprador do restaurante a fazer o melhor negócio, tanto escolhendo os produtos certos, quanto conseguindo o melhor preço possível. Essa prática fornecerá informações importantes para que se possa realizar uma boa negociação e em seguida o controle do que será entregue para seu estabelecimento.

Na prática, o pedido de compra é um documento que formaliza quais foram os produtos, quantidades, preços e condições de prazo e pagamento acordados com o fornecedor. Portanto, o pedido é o primeiro passo do processo de vendas e deve estar integrado aos outros procedimentos do restaurante.

São diversos os benefícios aoe se adotar o pedido de compras em seu restaurante.

Controle: evitando prejuízos

Verificação do que está recebendo

O pedido de compra será o documento necessário para que o setor de recebimento possa conferir se as compras realizadas pelo departamento de compras estão de acordo com o que está sendo entregue pelo fornecedor. Nesse ponto é importante destacar que ao adotar o processo de controle de recebimento de mercadorias baseado no pedido de compra, você conseguirá eliminar a possibilidade do fornecedor entregar produtos fora do peso ou em menor quantidade ou ainda constatar se estão dentro das características especificadas no pedido de compra

Validação

Como o pedido foi realizado através de um modelo específico do restaurante, todas as informações ficam formalizadas entre ambas as partes como prazo de entrega,  condições de pagamento, preço e quantidades acordados.

Data de entrega

O controle sobre a data que será recebido o produto também auxilia na organização, podendo planejar pedidos semanais, quinzenais ou nas datas estipuladas, evitando falta de mercadorias o que afeta totalmente os lucros de uma empresa.

A planilha de pedidos de compra está disponível neste link para todos os clientes que adquiriram a ferramenta “Administrando Restaurantes e Bares”. Caso você ainda não possua, o produto pode ser adquirido neste link.

Quem é assinante premium já pode baixar o produto sem custos adicionais neste link. Se você quer se tornar um assinante premium e desfrutar de todo o nosso conteúdo basta clicar aqui para contratar, mas se prefere conhecer todo o conteúdo disponível para assinantes veja nosso catálogo aqui

 

Anúncios

Qual a importância do controle de estoque em restaurantes?

Postado em

Assim como uma empresa ou varejo, os restaurantes também têm que administrar seus estoques. A grande diferença reside no tempo de giro e na validade dos produtos que ali se encontram.

Um estabelecimento que não administra muito bem seus produtos estocados arca com grandes prejuízos e pode, até mesmo, encarar a falência, caso o problema não seja resolvido.

Existem algumas estratégias que ajudam os gestores a não escorregarem na hora de dimensionar seus estoques. Neste post nós vamos dedicar espaço para apresentar essas dicas e falar sobre a importância do controle de estoque em restaurantes. Confira!

estoque restaurante

Quantidades máximas e mínimas para cada produto

A primeira coisa que todo gestor de estoque deve fazer é analisar quais as quantidades ideais para cada produto. Essa análise deve ser feita com base na rotatividade de cada item do cardápio e o tempo de vencimento de cada item.

Alimentos como carnes e laticínios precisam girar mais rápido do que grãos e farináceos, por exemplo. Isso significa que na hora de idealizar o estoque é preciso ter esse tipo de informação em mente para não jogar comida fora ou dar de cara com reservas vazias.

Como a demanda pode aumentar ou diminuir durante o ano, é preciso que o gestor do estoque esteja bem alinhado com a cozinha, para saber quais itens estão em alta e quais podem ser reduzidos.

Contagem periódica contra desperdícios

Ninguém gosta de jogar comida fora, ainda mais em tempos de economia instável e preços mais altos. Para evitar esse tipo de problema, é preciso fazer a contagem do estoque, a fim de repor o que sai rápido e analisar o que está parado por lá. A contagem deve ser feita com periodicidade bem definida e regrada, assim, será possível perceber os padrões de consumo dos clientes.

Outra vantagem da contagem periódica do estoque é que ela permite aos chefs e cozinheiros a oportunidade de estimular a saída de algum produto através de um novo prato. Por exemplo, se um restaurante precisa dar fim ao seu estoque de alcachofras, basta fazer uma contagem, analisar quantas peças estão disponíveis e, a partir daí, inovar o cardápio.

Em restaurantes que contam com bons garçons, é comum que eles façam sugestões aos clientes e, nessas sugestões, estão contidos os alimentos que precisam deixar o estoque. No caso das alcachofras, o chef pode propor um prato especial ou então um antepasto. A criatividade da cozinha é um ótimo aliado contra o desperdício!

Olhos dedicados ao controle de estoque

A importância do controle de estoque é tão grande que muitas empresas contratam profissionais para se dedicar inteiramente só para essa função. Como os restaurantes precisam de equipes dinâmicas, pode não ser possível possuir essa regalia, mas uma boa solução é elencar um membro da equipe para se responsabilizar apenas pelo estoque. Dessa maneira, sua carga de trabalho é direcionada para o controle e observação.

Essas são algumas das informações que orbitam a importância do controle de estoque em restaurantes. Para um bom rendimento de seu estabelecimento, sem desperdícios ou prejuízos, atentar a essas questões é fundamental.

Se você quer compartilhar alguma informação sobre o tema ou relatar suas experiências administrando o estoque de um restaurante, não se esqueça de deixar o seu comentário!

Fonte: http://checklistfacil.com/blog/afinal-qual-a-importancia-do-controle-de-estoque-em-restaurantes/

Armazenamento correto de mercadorias em temperatura ambiente.

Postado em Atualizado em

image Os locais destinados à estocagem devem estar rigorosamente limpos (lavados e desinfetados), sem resíduos de alimentos ou sujeira. Os materiais fora de uso (inclusive estrados) devem ser retirados das áreas de armazenamento, para evitar a presença de insetos, roedores e pássaros.

ALIMENTOS
1 – Toda mercadoria deve ser retirada da embalagem secundária, como caixas de papelão ou sacos de papel.

2 – As embalagens de todos os produtos devem ter identificação. Caso contrário deverão ser colocadas etiquetas com as seguintes informações: nome, marca, fabricante, data de fabricação, prazo de validade, composição do produto e registro em órgão competente.

3 – Produtos descartáveis também devem ser mantido separados dos itens citados anteriormente.

4 – Devem estar afastados pelo menos 10 cm da parede e 60 cm do teto, para permitir a circulação de ar entre os alimentos.

5 – O empilhamento no estoque devem ser alinhado e em altura que não prejudique as características do produto. As pilhas devem ser organizadas em forma de cruz para favorecer a circulação de ar entre os produtos e evitar acidentes.

6 – Os alimentos industrializados (conservas, enlatados, etc) devem ser mantidos afastados dos grãos e cereais para evitar infestação por insetos.

7 – Os alimentos que tiverem suas embalagens abertas ou danificadas devem ser transferidos para recipientes adequados (de plástico), lavados e desinfetados, ou embalados em plástico transparente. Além disso, devem ser devidamente  etiquetados com o nome do produto, fornecedor, datas de abertura e de validade. Após a troca de embalagem ou manipulação, a validade será de 30 dias.

8 – Produtos de fabricação mais antiga devem ser posicionados de forma a serem consumidos em primeiro lugar. A data de validade deve ser observada e nunca podem ser utilizados produtos vencidos.

9 – Os alimentos devem ser porcionados com utensílios exclusivos e higienizados. Após o porcionamento, as embalagens devem ser fechadas adequadamente.

10 – Os alimentos não devem ficar armazenados junto a produtos de limpeza, químicos ou de higiene.

11 – Não devem ser colocados diretamente no chão. Devem estar apoiados sobre estrados ou prateleiras das estantes (os estrados devem estar a 25 cm de altura do chão).

12 – Não se deve armazenar vidros de “cabeça para baixo”, porque favorece o aparecimento de ferrugem nas tampas.

13 – Não devem existir caixas de madeira ou papelão em nenhuma área do serviço de alimentação.

Fonte: Mesa Brasil – SESC

banner_ficha_tecnica

Estoque – Um setor muito mais importante do que se pode imaginar

Postado em Atualizado em

image A visão de que o estoque de um restaurante é um local onde se armazena a matéria-prima para produção de alimentos já é obsoleta. Por muitas vezes boa parte do lucro de um restaurante pode estar se esvaindo pelo estoque sem que se tenha noção disto. Por isto é necessário que sejam tomadas medidas importantes para que o lucro não escorra entre os dedos através do estoque.

Acesso – Quem tem acesso ao seu estoque? Se a resposta for “qualquer funcionário” a luz vermelha já deve estar acesa. O estoque deve ser acessado pelo mínimo de pessoas possível. Caso seu estabelecimento seja pequeno e não possua um almoxarife, você deve selecionar uma ou duas pessoas no máximo para ficarem responsáveis pelo estoque.  Com muitas pessoas tendo acesso ao estoque o número de extravios de mercadoria, danificação e material e mal acondicionamento aumentam bastante, causando perdas irreparáveis.

Qualificação – É importante também que a pessoa responsável pelo estoque receba treinamento. Sabe avaliar bem as mercadorias, realizar o PEP’s (Primeiro que entra é o primeiro que sai), conferir as características sensoriais como cor, sabor, odor.

Controle – E finalmente outra ação importante dentro de um estoque para não dizer primordial é o controle. Tudo que entra e tudo que sai deve ser anotado. Frequentemente deve-se fazer uma checagem entre a venda e o estoque atual para avaliar se não está havendo extravios ou desperdícios. Caso seu estoque seja muito grande ou você sinta dificuldade em controlar todos os itens que o compõem, fixe seu controle  aos itens de maior valor como carnes, laticínios e bebidas.

Adotando estas medidas você terá seu estabelecimento nas mãos, com maior controle e consequentemente melhor margem de lucro.

Fonte: Gestão de Restaurantes

banner_adm_restaurantes