Inglês para Restaurantes

Quer abrir um restaurante ou bar? Veja 10 dicas para se dar bem.

Postado em Atualizado em

Abrir um restaurante ou bar faz parte do sonho de muitas pessoas que desejam ter o próprio negócio. Grande parte destas pessoas não possuem um direcionamento correto ao abrir um restaurante ou bar e acabam enfrentando dificuldades que poderiam ter sido evitadas. Um bom planejamento é a chave de tudo. Veja 10 dicas que a GR preparou para você se dar bem neste mercado.

opening-soon_background

1 – Plano de Negócio
Não importa qual o tipo de negócio você irá montar, pode ser uma lanchonete num imóvel de 5 metros quadrados ou um restaurante de 600 metros quadrados. Tudo começa com o plano de negócios. Através dele será possível fazer um levantamento do capital a ser investido, o detalhamento do investimento em equipamentos, obras, móveis, decoração e a viabilidade do negócio também é identificada, bem como outros fatores como o prazo de retorno do investimento e o capital de giro necessário.

2 – Estude o mercado
Você encontrou um imóvel que se encaixa perfeitamente nos seus planos, isto é ótimo, mas conheça o mercado à sua volta para ter a certeza de que há demanda para o negócio que pretende montar.  Você pode querer abrir um restaurante de comida árabe ou um barzinho com grelhados, mas isto é realmente o que seu público alvo deseja? O próprio público pode lhe dar um direcionamento do que fará mais sucesso naquela região. Faça uma pesquisa e avalie os anseios do seu público-alvo e também as características locais como vias de acesso, estacionamentos, concorrência.

3 – Imóvel
O imóvel que você pretende comprar ou alugar precisa estar dentro do zoneamento para a atividade comercial que você necessita. Antes de assinar o contrato, consulte a prefeitura da sua cidade para saber qual o enquadramento do seu imóvel. Isto evitará muita dor de cabeça. A estrutura do imóvel deve ser capaz de se adequar à necessidade de um restaurante ou bar. Achar que dá pra montar uma cozinha num cômodo de 10 metros quadrados pode ser impossível dependendo do tipo de restaurante. Há diversos fatores que devem ser observados como passagens de dutos e coifas e adaptações de pontos de energia e água. Consulte um profissional do setor para receber uma orientação prévia.

4 – Qualificação
Pretende montar um restaurante ou bar mas não tem nenhuma experiência? Qualifique-se. O mercado é agressivo e não reserva espaço para amadores. Um curso de gestão financeira, conhecimentos básicos de cozinha, atendimento ao cliente e boas práticas de manipulação de alimentos podem ser boas escolhas para não se dar mal neste setor.

5 – Foco
É muito comum que marinheiros de primeira viagem queiram abraçar o mundo e na incerteza se o negócio dará certo, montam um pizzaria que vende também churrasco, self-service e sushi. Se for para ser um restaurante self-service que seja focado neste serviço e faça o melhor. Se pretende montar uma casa de massas especialize-se nisso e sirva as melhores massas. O público é muito exigente e sabe identificar um restaurante ou bar que serve de tudo mas que nada é bem feito.

6 – Concorrência
Entrar no negócio de alimentação fora do lar sem conhecer a concorrência é dar um tiro no escuro. Estude seu concorrente à fundo. Identifique seu pontos positivos e negativos e principalmente onde você pode superá-lo para brigar de igual para igual.

7 – Foco no cardápio
Novos empreendedores do ramo de alimentação fora do lar deixam para montar o cardápio quando estão finalizando a fase de obras. Um grande erro. O cardápio deve ser pensado na fase de elaboração do plano de negócios. É com o cardápio e a expectativa de vendas que será possível dimensionar equipamentos e projetar a cozinha adequadamente.

8 – Custos
No ramo de alimentação fora do lar custo se mede diariamente. Só assim é possível identificar perdas em excesso, desperdícios e compras a preços elevados.

9 – Segurança
Não permita gambiarras em seu estabelecimento. Fios desprotegidos, ausência de canalização do gás, pisos escorregadios, são os principais motivos de afastamentos ou incêndios. Zele pela segurança dos seus clientes e colaboradores.

10 – Perfil
Não basta querer ter um restaurante, é preciso avaliar se você possui um perfil apropriado para o tipo de negócio que está querendo montar. Donos de restaurantes e bares podem ter mudanças drásticas de rotina à qual não estão habituados, podendo se tornar um fator de stress. Muitos tem seu horário modificado, passando a trabalhar à noite, de madruga e nos finais de semana, ficando mais ausente da família ou abrindo mão de eventos familiares. Outros tem dificuldades no relacionamento com o cliente ou funcionários, passando por picos elevados de stress pelo qual não sofriam anteriormente. 

Fonte:  GR www.gestaoderestaurantes.com.br

banner_como_montar_restaurante

GR Lança novo Fórum de discussão

Postado em Atualizado em

A GR lançou no dia 26 de novembro um novo fórum de discussão

27112014

O novo fórum de discussão é muito dinâmico e interativo, permitindo aos usuários interagir com outros donos de restaurantes e profissionais do setor. As discussões do fórum estão separadas por categorias, o que facilitará em muito a leitura e o aprendizado através do tema desejado, que passam pela administração financeira, operacional, segurança alimentar, decoração, abertura, marketing, dentre diversos outros temas. O fórum tem uma interface agradável e bem simplificada, o que colabora para a navegação sem dificuldades.

O que levou a GR a investir em um novo sistema de discussão é a premissa de que a informação e o aprendizado devem estar disponíveis a todas as pessoas que pretendem administrar suas empresas com eficiência e qualidade. 

Convidamos a todos os nossos leitores a conhecerem o novo fórum e colaborar com seu conhecimento, dúvidas e informações relevantes para o mercado de alimentação fora do lar.

http://www.gestaoderestaurantes.com.br/forum/index.php

Um grande abraço e sucesso a todos.

Equipe GR

banner_adm_restaurantes

GR inova com novo sistema de busca de fornecedores para restaurantes e bares

Postado em

Restaurantes e bares de todo o Brasil, contam com mais um aliado para compor sua base de fornecedores de produtos e serviços. Com o novo sistema lançado pela GR no dia 03 de setembro, fornecedores poderão cadastrar suas empresas e oferecer seus produtos e serviços a restaurantes de todo o Brasil. A tecnologia envolvida na elaboração do sistema é de última geração, com layout adaptável para computadores, tablets e smartphones. Além disso aferramenta proporciona buscas amplas baseadas em palavras-chave ou regionalizadas podendo pesquisar por estado, cidade e categoria de produtos e serviços. Com esta novaferramenta a GR pretende oferecer o maior banco de dados de fornecedores do Brasil para o setor de alimentação fora do lar.

03092014

Segundo Alison Figueiredo, diretor da GR, esta ferramenta não é uma conquista individualizada da empresa, mas uma conquista de todos os gestores de restaurantes que tem enorme dificuldade para encontrar fornecedores, seja nas proximidades do seu restaurante ou até mesmo do outro lado do país. O Guia de Fornecedores pode ser utilizado acessando o site da empresa www.gestaoderestaurantes.com.br

Fonte: GR Gestão de Restaurantes

GR passará a oferecer treinamentos em vídeo

Postado em

Olá leitor que acompanha frequentemente todo o conteúdo oferecido pela GR Gestão de Restaurantes. A partir do dia 27 de março de 2014  a GR disponibilizará um novo canal para seus leitores e clientes.

Um canal preparado para oferecer treinamento em vídeo a temas relacionados à gestão e operação de restaurantes.

Os vídeos de treinamento serão publicados semanalmente. No dia 27 de março estaremos de volta com nosso primeiro treinamento e outras novidades. Até lá.

 

Inglês para Restaurantes – Aula 36

Postado em

Manioc, Cassava , Yuca…Mandioca!

Hello Fellows!

Hoje traremos para vocês alguns vocabulários e explicações de pratos contendo mandioca!

Como já sabemos nossa querida mandioca pode ter 3 traduções:

– Manioc
– Cassava
– Yuca

Eu particularmente uso com mais frequência a tradução “manioc”, mas saibam que as 3 traduções podem ser usadas.

Começando as explicações de nossos pratos temos a deliciosa farofa!

Podemos explicar a farofa como:

– “Toasted manioc flour mixture.” (Mistura de Farinha torrada de mandioca)

Ou ainda:

– “Seasoned toasted manioc flour.” (Farinha torrada de mandioca temperada)

image

Nosso próximo prato é a deliciosa Vaca Atolada. Um dos pratos favoritos desse que vos escreve.

Esse prato típico Brasileiro pode ser explicado como:

– “Beef rib stew, cooked with manioc.” (Cozido de costela bovina com mandioca)

image

Nesse último prato de hoje, teremos o escondidinho de carne seca. Prato delicioso e grande representante da nossa culinária.

Para o descrever podemos dizer:

– “Jerked beef topped with manioc cream and Catupiry*” (Carne seca coberto com creme de mandioca e catupiry)

*Para explicar o que é catupiry, você pode descreve-lo como um “Brazilian cream cheese”. O mesmo vale para o requeijão.

image

Gostaram? Desculpe se os deixei com água na boca.
Espero vocês na próxima aula!
Até mais!

Abraços e até a próxima.

Guilherme

Sócio da Weego idiomas – escola de Inglês, que oferece cursos especializados de Línguas estrangeiras para equipes de bares, restaurantes e hotéis; graduado em Tecnologia em Biocombustíveis pela Faculdade de Tecnologia de São Paulo (FATEC). Formado em inglês pelas escolas Fisk e Wizard, fez cursos em NY na escola EC New York, trabalhou 2 anos como garçom, atendendo clientes estrangeiros de diversas nacionalidades em bares e restaurantes.

As aulas de inglês para Restaurantes são oferecidas aos leitores do site Gestão de Restaurante em parceria com a Weego Idiomas. Para contratar a Weego Idiomas vejam os dados abaixo:

Contatos:

imagewww.weegoidiomas.com.br
http://www.facebook.com/Weegoidiomas
contato@weegoidiomas.com.br

11 2626-5519 / 11 9 7516-8857
São Paulo/SP.

planejamento_cardapios

Inglês para Restaurantes – Aula 35

Postado em

Vegetables

Hello, friends!! Welcome Back!!

Hoje falaremos sobre alguns vegetais bem comuns no Brasil, e que muitas vezes deixam a gente com a pulga atrás da orelha quanto à tradução. Eles estão presentes em muitos menus da cozinha brasileira e causam curiosidade aos nossos clientes estrangeiros.

Esperamos que esta aula ajude a explicar certos pratos do menu de vocês! Let’s Go! (vamos lá!)

 

 

 

 

 

image

Eggplant Berinjela

Prato: “Tortellini with Eggplant and Peppers” (tortelline com berinjela e pimenta)

 

 

 

 

 

image

Chayote Chuchu

Prato: “Chayote and Sausage Stew” (cozido de chuchu e linguiça)

 

 

image

Collard greens Couve

Prato: “Garlicky Collard Greens” (‘couve à mineira’/couve ao alho)

 

 

 

 

 

image

Navy bean Feijão Branco

Prato: “Navy Bean Soup” (feijão branco, já preparado em caldo)

 

image

Black-Eyed Peas Feijão de Corda

Prato: “Tex Mex Black-Eyed Peas Casserole” ( Cassarola de feijão de Corda, estilo Mexicano)

 

 

 

 

 

image

Fava Beans Feijão de Favas –

Prato: “Fava Beans and Pecorino Salad” (salada de fava com queijo picorino)

 

image

Yam Inhame

Prato: “Grilled Yams” (inhame grelhado)

 

 

 

 

 

 

image

Chickpea Grão-de-Bico

Prato: “Chickpea curry” (grão de bico ao curry)

 

 

 

 

 

image

Cassava, Manioc, Mandioca, Aipim, Macaxeira –

Prato: “Cassava Fries” (mandioca frita)

 

 

 

 

 

 

 

 

image

Heart of palm / palm heart – Palmito

Prato: “Heart of Palm Risotto” (risotto de palmito)

 

 

image

Bell Pepper Pimentão

Prato: “Stuffed Bell Peppers” (pimentão recheado)

 

 

 

 

 

 

 

 

image

Arugula Rúcula

Prato: “Goat cheese and arugula salad” (salada de rúcula e queijo de cabra)

That’s it guys! (é isso pessoal!)

Espero que esse vocabulário ajude a explicar de maneira mais completa itens do menu.

Abraços e até a próxima.

Guilherme

Sócio da Weego idiomas – escola de Inglês, que oferece cursos especializados de Línguas estrangeiras para equipes de bares, restaurantes e hotéis; graduado em Tecnologia em Biocombustíveis pela Faculdade de Tecnologia de São Paulo (FATEC). Formado em inglês pelas escolas Fisk e Wizard, fez cursos em NY na escola EC New York, trabalhou 2 anos como garçom, atendendo clientes estrangeiros de diversas nacionalidades em bares e restaurantes.

As aulas de inglês para Restaurantes são oferecidas aos leitores do site Gestão de Restaurante em parceria com a Weego Idiomas. Para contratar a Weego Idiomas vejam os dados abaixo:

 

Contatos:

imagewww.weegoidiomas.com.br
http://www.facebook.com/Weegoidiomas
contato@weegoidiomas.com.br

11 2626-5519 / 11 9 7516-8857
São Paulo/SP.

banners_cozinha_industrial